SAPATARIA MELO



A Sapataria Melo é um estabelecimento que existe desde meados do século XX, entrelaçando a sua história com a história de Portugal e de mão em mão dentro da família. Com tantas memórias para serem contadas, este projeto teve como objetivo catalogar e arquivar este espaço. Este projeto co­nsiste num suporte editorial que recorre a arquivos fotográficos da família Melo para recontar todo o percurso da loja. Todas as imagens do livro contam várias peripécias, acompanhadas de textos que descrevem os acontecimentos que moldaram toda a dinâmica deste local. Para além disso, foi tirado um conjunto de fotografias para marcar visualmente e dar a conhecer este ambiente tão característico como uma sapataria com mais de meio século. Assim, pretende-se guardar este espaço tal como é, sem filtros. Foi pensado também como se poderia representar um espaço que respira tanta história, mas sem criar uma identidade corporativa, algo que a oficina conseguiu evitar até hoje.  Assim sendo, foi criado um logo com referências arquitetónicas do espaço de maneira a conjugar com o resto da ambiente. Foi elaborado um saco para o transporte do calçado, visto que é algo quase sempre solicitado pelos clientes, e um cartão-de-visita acompanhado de ilustrações relativas aos vários tipos de calçado.­­­­­


The Melo Shoe Store is an establishment that has existed since the mid-twentieth century, intertwining its history with the history of Portugal. With so many memories to be told, this project aimed to catalog and archive this space. This project consists in a publishing support that uses photographic archives of the Melo family to recount the store's entire course. All the images in the book tell the various adventures, accompanied by texts describing the events that shaped the dynamics of this space. In addition, a set of photographs was taken to visually mark and make known this environment so characteristic as a shoe store with more than half a century. The idea is to keep this space as it is, without filters. It was also thought how one could represent a space that breathes so much history, but without creating a corporate identity, something that the shop has managed to avoid until today.
Therefore, a logo was created with architectural references of the space in order to match the rest of the environment. A bag was also designed to transport the shoes, since it is something almost always requested by customers, and a business card accompanied by illustrations relating to the various types of shoes.